ENQUETE: Como você avalia os 100 primeiros dias da gestão do prefeito Robério Cunha?

Gentio do Ouro – Povoado de São Gonçalo vive momento histórico ao receber Celebração feita pela Diocese de Barra



Diocese de Barra realiza Celebração do Natal em São Gonçalo - Gentio do Ouro, saiba o porquê.
Na manha de 30 de dezembro de 2014 a Diocese de Barra realizou a “Celebração do Natal”, um evento realizado todos os anos em um determinado local. Esse ano a Comunidade de São Gonçalo localizada há 22 km de Gentio do Ouro foi escolhida para essa celebração.

Tanto São Gonçalo como as várias comunidades vizinhas são comunidades consideradas tradicionais, pelo fato de terem sido povoadas a mais de 100 anos por pessoas que vieram dos mais variados lugares e ali se instalaram pacificamente. Ali se desenvolveu uma característica muito particular, pois as pessoas cuidam cada uma do seu pedaço de terra como também do “campo” (áreas de terra abertas que não possuem um determinado dono, onde em uma determinada época do ano todos soltam os seus animais para pastarem enquanto as roças cercadas se recuperam).

Em meados do ano de 2011 uma empresa de energia eólica começou a atuar nessa área, comprando pequenas propriedades e arrendando outras, até que de repente essa empresa já estava providenciando e buscando adentrar nessa área (campo), pelo simples motivo de não ter um dono, não ser registrada e nem cercada.

A partir desse momento a CPT (comissão Pastoral da Terra), juntamente com todas as comunidades vizinhas e afetadas, entraram em ação. Através de palestras, reuniões e a busca incessante pelos seus direitos, organizaram uma associação para que assim essas áreas de terra pudessem ser reconhecidas como “área de fundo de pasto” e continuassem a servir aos pequenos criadores e agricultores de toda a região. Muitos passos já foram dados e em breve as comunidades receberão os títulos de terra dessas áreas onde poderão usufruir sem o risco da invasão de grandes empresas. Tudo isso fruto da organização popular.

Era quase 11:00h da manhã, sob um sol escaldante as pessoas estavam reunidas em baixo de um pé de “manguba” em frente uma casa onde foi montado um altar, ali mais tarde o Bispo de Barra Dom Luís Cáppio o chamaria de uma “catedral”.

Crianças, jovens, adultos e idosos estavam presentes. A nossa equipe pode constatar a presença de pessoas das seguintes localidades: Itajubaquara, Gentio dos Chagas, São Francisco, Mato do Meio, Retiro, Limoeiro, Mato Grosso, Barra da Santana, Santana, Descanso, Tiririca, Silvério, Jatobá Ferrado, Umbaúba. Todas essas comunidades do município de Gentio do Ouro, além das pessoas da sede que também se fizeram presentes. Também foi registrado a presença de pessoas de Ipupiara, Barra, Ibotirama, entre outras. 

A Diocese da Barra foi representada pelo seu Bispo Dom Luis Cáppio que celebrou a Santa Missa juntamente com Padre Sharlles, representando a paróquia de Gentio do Ouro e o Padre Claudio Nogueira, representante da paróquia de Ipupiara. A CPT foi representada por Carivaldo Ferreira  e Hamilton Luz, esses que tiveram junto com as comunidades nessa importante luta.

Ali em baixo da árvore, os olhos das pessoas estavam fixos para a figura de Dom Luís Cáppio e suas palavras ditas com muita calma e grande ênfase. Em um determinado momento o senhor Carivaldo, representante da CPT usou a palavra, onde junto com as comunidades fez uma retrospectiva dessa história.

Terminada a Missa o Presidente da Associação, Sr. Luciano, convidou todos os presentes para um almoço que seria servido ali mesmo. Todos se confraternizaram.

Um momento histórico, cheio de significados, onde a fé e a esperança estavam estampadas no rosto de cada filho daquelas comunidades.

Texto e Fotos: Neuton Alcantara

Fonte: ipupiara.net

Comentários