Prefeito abandona cidade

O descaso e a precariedade são os cartões-postais de todo o Município

GENTIO DO OURO | Eleito em 2008, e reeleito em 2012, hoje, às margens do seu último mandato, o prefeito do município de Gentio do Ouro (BA), Ivonilton Vieira dos Santos, parece que pouco ou nada se importa com a situação do Município, que está abandonado à própria sorte.

O infortúnio está em todas as áreas, onde, todos os serviços públicos de competência da prefeitura funcionam precariamente e a população se vê acuada, pois, a má qualidade de vida é visível em todas as áreas.

O descaso e a precariedade são os cartões-postais de todo o Município, que se materializam principalmente em praças e quadras abandonadas, obras inacabadas, salários de servidores atrasados, vias esburacadas, educação estagnada, e a saúde à beira do colapso.

 Enquanto isso...

Paradoxalmente ao abandono da prefeitura e de seus munícipes, através da renúncia do conjunto dos deveres, atribuições e responsabilidades que o cargo exige, o prefeito não é nem um pouco frequentador assíduo da sede do executivo municipal; ao que aparenta, o seu tempo e esforços estão sendo dedicados exclusivamente para gerir as finanças da sua própria empresa (uma fábrica de telhas e blocos de cerâmica) onde, na maioria das situações, a mesma serve como ‘gabinete’ de despacho do executivo municipal.

Tudo isso porque a legislação impede o exercício da capacidade do executivo para o terceiro mandato consecutivo?


Por: Romeu Júnior (Texto escrito especialmente para Jornal Pagina Revista – Edição nº 135)

http://www.paginarevista.com.br/romeu_junior.html
Tecnologia do Blogger.