Gentio do Ouro – Prefeito Ivonilton Vieira pede socorro:


O prefeito de Gentio do Ouro, Ivonilton Vieira (PMDB), recorreu ao ex-ministro e deputado federal Geddel Vieira Lima para que este denuncie na Câmara dos Deputados a situação de “absoluta insegurança” a que está submetida a população do município. Localizada na Chapada Diamantina, a cidade foi tomada de assalto, na semana passada, por uma quadrilha com mais de dez homens fortemente armados, que dominaram os policiais locais, fizeram reféns, atiraram em carros, casas, lojas e até no prédio da Prefeitura, numa ação que durou mais de 30 minutos e culminou com um assalto à agência local do Banco do Brasil, também depredada pelos bandidos.

Segundo o prefeito, esse foi o sexto assalto à agência do Banco do Brasil de Gentio do Ouro, pacato município com cerca de 12 mil habitantes e que há alguns anos não tem delegado, não tem qualquer viatura policial e, inclusive, teve o prédio da delegacia de polícia interditado pelo Poder Judiciário por total falta de condições de abrigar os presos.

O prefeito Ivonilton Vieira (PMDB), disse que a população do seu município “já estava traumatizada com a falta de segurança e agora, depois do último assalto, está em estado de choque”. Ele disse já ter conversado com o governador Jaques Wagner, com o secretário da Segurança Pública e com o delegado-chefe da polícia baiana, sem que houvesse qualquer providência.

Ivonilton informou que o governo do estado não se pronuncia sobre suas reivindicações e que a prefeitura de Gentio do Ouro está gastando cerca de R$ 6 mil para ajudar os poucos policiais sediados no município, inclusive com ajuda na alimentação”. Segundo o prefeito, a situação pode se complicar ainda mais para a população da cidade, pois o Banco do Brasil, “diante da total insegurança, está ameaçando fechar a sua agência local, o que seria trágico para a economia do município e para os seus habitantes”.

O ex-ministro e deputado federal Geddel Vieira Lima, pré-candidato do PMDB ao governo da Bahia, disse que vai denunciar o problema na tribuna da Câmara Federal: “O que não é mais possível é aceitar o descaso do atual governo com a segurança dos cidadãos baianos, notadamente no interior do estado, onde eles estão ainda mais desprotegidos, praticamente abandonados pelos governantes estaduais”.

“O que está faltando mesmo” – disse Geddel – “é uma atitude efetiva do governo baiano na defesa de uma população ameaçada pela criminalidade, que é geral. O que vemos é a falta de prioridade com a segurança pública, é uma profunda incapacidade de resolver os problemas do estado. Só espero que agora não venham dizer que a culpa do assalto em Gentio do Ouro e de inúmeros outros em toda a Bahia é do crack”.

Por: Romeu Júnior





Tecnologia do Blogger.