Gentio do Ouro – Prefeitura Não Paga Retroativo o Novo Piso Salarial aos Professores:


O Ministério da Educação (MEC) definiu em R$ 1.451,00 o valor do piso nacional do magistério para 2012, um aumento de 22,22% em relação a 2011. Conforme determina a lei que criou o piso, o reajuste foi calculado com base no crescimento do valor mínimo por aluno do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) no mesmo período.

 Em observância parcial da lei, a prefeitura de Gentio do Ouro reajustou apenas neste mês o salário dos professores da rede municipal de ensino com jornada de 40 horas semanais, em R$ 1.451,00.

 O reajuste não foi suficiente para afastar o clima de insatisfação e revolta entre a classe, que prevendo possíveis represálias, optaram pelo silêncio, do que reivindicar pelos os seus direitos.

 A falta de contentamento refere-se principalmente na questão em que a Prefeitura não levou em consideração a retroatividade até o mês de janeiro exigido por lei para a aplicação do novo reajuste salarial.

Infelizmente em Gentio do Ouro, os professores ainda encontram raízes amargas para ministrarem o ensino, caracterizado pela desvalorização e falta de respeito à classe.

Por: Romeu Júnior



Comentários