ENQUETE: Como você avalia os 100 primeiros dias da gestão do prefeito Robério Cunha?

DEPUTADO ESTADUAL CAPITÃO FERNANDES FAZ INDICAÇÃO PARA REFORMAR DELEGACIA DO MUNICÍPIO DE GENTIO DO OURO:


 
O Deputado Estadual CAPITÃO TADEU FERNANDES, Membro Titular da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública, no uso de suas prerrogativas Constitucionais, Legais e Regimental INDICA ao Exmº Sr. Secretário de Governador o seguinte: A reforma da Delegacia do município de Gentio do Ouro, que se encontra em péssimas condições estruturais. Bem como um maior número de policiais e viaturas para o supracitado município e região.
JUSTIFICATIVA
A Delegacia do Município de Gentio do Ouro, conforme indica as fotos, há muito deixou de oferecer condições de trabalho para os companheiros policiais que lá operam. Não por acaso, a mesma encontra-se sob intervenção do Ministério Público e sem Delegado responsável.
 
Diante de tal situação, os cidadãos se vêm obrigados a se deslocar até Xique-Xique, cerca de 90 km de distância, para registrar suas queixas e ver os procedimentos legais sendo respeitados. Realidade que só tem feito a violência local aumentar, prova disso é que até sequestro recentemente ocorreu na região. Além de não contar com uma Delegacia, agrava o cenário a ausência de viaturas e o baixíssimo efetivo disponível no município. Portanto, além da necessária reforma da Delegacia, Gentio do Ouro demanda de forma urgente de um maior aparato policial para fazer frente à escalada da violência.
 
Tanto o Prefeito quanto a sociedade civil organizada tem se mobilizado para ajudar nesta seara.
 
Desde 2010 foi criado o Conselho de Segurança no município que diagnosticou a falta de estrutura policial na região como o principal problema a ser corrigido imediatamente.
 
Sala das Sessões, 27 de fevereiro de 2013
Deputado Capitão Tadeu Fernandes
 
 
Em 01/05/2010 o Blog ConeXão Gentio do Ouro havia publicado artigo com denuncia do estado deplorável e calamitoso da Delegacia do município de Gentio do Ouro.
 
Acesse o link abaixo confira o artigo na integra:


 
Por: Romeu Júnior

Comentários