Vereador Odilon Neto é o único a votar contra o aumento do próprio salário

Dos nove parlamentares, apenas Odilon Neto  (PCdoB) foi contra o reajuste do seu próprio salário e dos demais vereadores. 
O aumento no salário dos vereadores de Gentio do Ouro, na Bahia; tem causado repercussão e polêmica nas redes sociais. O projeto de lei que concedeu o reajuste teto de R$ 6 mil foi sugerido pelo Prefeito Ivonilton Vieira (PSD).

Dos nove parlamentares, apenas Odilon Neto  (PCdoB) foi contra o reajuste do seu próprio salário e dos demais vereadores.

Votaram a favor: Leonardo Gomes (PCdoB), Alfredo Franca (PCdoB), Sandro da Lavra Velha (PSD), Nogueira (PSD), Célio do Riacho (PSD), Weligton Souza (PDT) e Zé Bedeu (PDT). O vereador Iris Durães (PDT) não compareceu à sessão.

Em entrevista ao Jornal Pagina Revista, o vereador Leonardo Gomes, justificou o aumento em seus salários como “Legal” e que o projeto não fora aprovado visando apenas benefícios próprios.

Não há benefícios em questão; para melhor entender, trata-se de um Projeto que estabelece o limite máximo que poderá ser pago aos vereadores desta Casa, qual seja R$6.000,00 (seis mil reais)”. Reiterou Leonardo Gomes, presidente da Câmara.

Comentários

  1. claro, ele tem o sindicato dos trabalhadores rurais e o irmão dele foi secretario e vai ser de novo! Assim fica molim molim. Votou contra porq sabia q os demais vota\riam a favor. Quis só se amostrar.

    ResponderExcluir
  2. ESSE neto de adão é vereador sempre e nunca fez um projeto para melhorar a vida do povo. Aliás nenhum vereador desses aí. Desse jeito gentio do ouro vai acabar, VAMOS TRABALHAR MAIS VEREADORES!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do Blog ConeXão Gentio do Ouro reserva-se no direito de apagar tais mensagens.