Vereador Odilon Neto é o único a votar contra o aumento do próprio salário

Dos nove parlamentares, apenas Odilon Neto  (PCdoB) foi contra o reajuste do seu próprio salário e dos demais vereadores. 
O aumento no salário dos vereadores de Gentio do Ouro, na Bahia; tem causado repercussão e polêmica nas redes sociais. O projeto de lei que concedeu o reajuste teto de R$ 6 mil foi sugerido pelo Prefeito Ivonilton Vieira (PSD).

Dos nove parlamentares, apenas Odilon Neto  (PCdoB) foi contra o reajuste do seu próprio salário e dos demais vereadores.

Votaram a favor: Leonardo Gomes (PCdoB), Alfredo Franca (PCdoB), Sandro da Lavra Velha (PSD), Nogueira (PSD), Célio do Riacho (PSD), Weligton Souza (PDT) e Zé Bedeu (PDT). O vereador Iris Durães (PDT) não compareceu à sessão.

Em entrevista ao Jornal Pagina Revista, o vereador Leonardo Gomes, justificou o aumento em seus salários como “Legal” e que o projeto não fora aprovado visando apenas benefícios próprios.

Não há benefícios em questão; para melhor entender, trata-se de um Projeto que estabelece o limite máximo que poderá ser pago aos vereadores desta Casa, qual seja R$6.000,00 (seis mil reais)”. Reiterou Leonardo Gomes, presidente da Câmara.
Tecnologia do Blogger.