Gentio do Ouro terá recurso da saúde suspenso por irregularidades

Setenta e cinco prefeituras baianas terão os recursos financeiros suspensos pelo Ministério da Saúde por conta de irregularidades na administração.

De acordo com a portaria da pasta, publicada nesta sexta-feira (02/5) no Diário Oficial da União, a transferência de recursos financeiros será suspensa em 1.027 municípios de todo o país por não cadastrarem os serviços de vigilância sanitária no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde e não alimentaram regularmente o Sistema de Informação Ambulatorial. A portaria entra em vigor nesta sexta (2) com efeitos financeiros.

Relação de municípios baianos:

Adustina, Aiquara, Almadina, Angical, Barra, Barro Alto, Boa Nova, Boa Vista do Tupim, Boninal, Bonito, Brejões, Caetanos, Canápolis, Canarana, Candiba, Cândido Sales, Capim Grosso, Caraíbas, Catolândia, Contendas do Sincorá, Cordeiros, Coribe, Cotegipe, Cravolândia, Formosa do Rio Preto, Gentio do Ouro, Ibiquera, Ichu, Ilhéus, Ipupiara, Itacaré, Itagimirim,Itaguaçu da Bahia, Itamari, Itanagra, Itanhém, Itapebi, Itapitanga, Itiruçu, Ituberá,  Lamarão, Lapão, Mairi, Manoel Vitorino, Mansidão, Maraú, Marcionílio Souza, Milagres, Morpará, Morro do Chapéu, Nilo Peçanha, Nova Canaã, Nova Redenção, Novo Triunfo, Paratinga, Piritiba, Potiraguá, Retirolândia, Riacho de Santana, Salinas da Margarida, Santa Bárbara, Santa Luzia, Santo Amaro, São Domingos, Saubara, Seabra, Sebastião Laranjeiras, Sento Sé, Sítio do Quinto, Taperoá, Uibaí, Valença, Várzea do Poço, Varzedo e
Vereda.

Fonte: www.jequiereporter.com.br/blog/2014/05/02/saude-75-cidades-baianas-terao-recursos-suspensos-por-irregularidades/

Tecnologia do Blogger.